Aproveite o 'Comida di Buteco' no feriadão
(017) 99621-4648

Aproveite o 'Comida di Buteco' no feriadão

Para quem não vai pegar a estrada no feriadão prolongado, a oportunidade é ótima para conhecer bares de Rio Preto que participam do famoso concurso Comida di Buteco. O festival vai até o dia 7 de maio. 

Neste ano, a batalha dos bares terá como tema 'cereais'.  Arroz, aveia, cevada, milho, trigo, quinoa e linhaça são ingredientes que estarão presentes na composição das receitas participantes.

O público e o corpo de jurados do concurso decidirão qual o melhor boteco, através de votação onde serão avaliados os quesitos: petisco participante, higiene, atendimento e a temperatura da bebida.

O peso da escolha do público é de 50%, assim como dos jurados, que são escolhidos e orientados pela organização do concurso e fazem a avaliação de forma anônima.

No ano passado, o bar Vila Aurora ficou com o título de Melhor Boteco de Rio Preto, quando disputou com o petisco Colherada da Costela, um escondidinho de costela desossada servida na colher. 

Os botecos selecionados para participar são classificados pela organização do concurso como “espontâneos”, ou seja, aquele empreendimento em que o dono está sempre à frente do negócio, não pertencendo a redes ou franquias. Tem a identidade de seu proprietário.

 

Bares participantes e petiscos 


7 Copas - Especial do 7

Academia do Espeto - Rolinhos da Academia

Bar do Cidinho - Kibetardela - (estreante) 

Bar do Magrão - Paizão do Magrão

Butiquim Caneca Torta - Bolinho do Caneca - (estreante) 

Chibiu Butiquim - Croc pastel

Clube da Esquina - Frango na formiga

Filial Rio Preto – Crossfritinho - (estreante) 

Gambôfa - Bolinho Nordestino

Imperial Butiquim - Barriga nobre

Pererê Butequim - Empadão de sardinha escabeche - (estreante)

Porpeta Butiquim - Par Perfeito

Sob Nova Direção Snooker Bar - Cubo Mágico

Taberna Canova - Franguilho à la Taberna

Vila Aurora Bar - Boi Cotó


Categoria: DICAS

Criado em: 17/04/17 18:04:49

Sobre Autor

Raul Marques atua na imprensa de São José do Rio Preto (SP). Desempenhou as funções de produtor, repórter, chefe de reportagem, repórter-especial e editor. Trabalhou durante 12 anos no jornal Diário da Região, onde atuou na cobertura da Guerra Civil no Haiti e produziu importantes reportagens e séries especiais sobre história, comunidade, trânsito, turismo, meio ambiente e saúde. Tem dois livros publicados.